Quatro dicas para criar conteúdo

Criar conteúdo é uma das formas mais aceitas pelos profissionais de marketing. 

A prática começou em 1895 quando o empresário John Deere criou uma publicação para tirar as dúvidas dos seus clientes.  A publicação era tinha como público alvo os agricultores. Na revista eram abordados temas do dia a dia dos agricultores e não somente os produtos da marca.

Dos anos 1800 para os tempos atuais ocorreram bastante transformações a tecnologia e os meios de comunicação principalmente. A maneira como as pessoas se relacionam com as marcas que estão criando e compartilhando conteúdo. No entanto fazer apenas por fazer não é suficiente. 

Os estímulos estão aí e as pessoas estão rodeadas deles. Os estímulos são visuais, textuais, e em vídeo e estão a cada site de notícias, redes sociais, e-mails e aplicativos que entram.

Para atingir as pessoas certas, uma estratégia com objetivos reais é imprescindível, sendo necessário bastante atenção a alguns pontos para a validação de tópicos para a criação de conteúdo que trará os resultados esperados.

Dicas para criar conteúdo

Com quem você quer falar?

Se você ainda não tem resposta para essa pergunta , não há como criar conteúdo com relevância e informação que faça querer saber mais sobre as soluções que você tem a oferecer. 

Antes de definir uma estratégia, planejamento ou ação, precisamos saber quem é o avatar. Avatar não é o filme que passou no cinema. Avatar é um perfil com características que você entende que pode ser o seu cliente.

Ele é baseado em dados reais como: comportamento, onde essa pessoa mora, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Quando você tem uma ideia concreta e validada da sua audiência, é possível utilizar esses dados para criar uma lista de ideias que vão movimentar a criação do conteúdo. 

Não se perca no caminho

No momento que estamos criando conteúdo as distrações podem nos desviar do assunto. De acordo com o tópico pode-se ter um número imenso de abordagens. Não vá por esse caminho.

Seus objetivos e metas devem estar previamente definidos, compreendendo o seu fluxograma do seu funil de vendas e como o conteúdo se encaixa no plano geral. 

Se organize 

Depois de conhecer seu avatar é preciso organizar como o conteúdo será feito. Em primeiro lugar é necessário ter em mente quais as dores do seu avatar serão respondidas e como criar conteúdo que irá solucionar o problema do seu avatar.

Como saber se está fazendo as perguntas certas? Escute-os!

As maneiras para saber qual tipo de pergunta tem uma melhor resposta com o seu avatar é imensa. Algumas delas são:

  1. Quais assuntos engajam mais;
  2. Quais páginas tem mais visitas;
  3. Posição dos assuntos nós trends de buscas no Google;
  4. Utilização do Google Analytics

Na próxima etapa você irá criar um briefing. Por isso a necessidade de ter mente a estratégia da sua empresa.

Definidos o assunto, o avatar e a etapa do funil, o próximo passo é organizar a estrutura do conteúdo: isso varia de acordo com o tamanho e o objetivo. 

Um artigo não é tão complexo como um guia, porém todos tem um fator em comum. Precisam abordar um problema e oferecer uma solução.

Coesão e clareza são duas características que andam juntas. Faça um esboço da estrutura do assunto que você terá, organizando os tópicos mais importantes primeiro e as informações complementares ao longo do texto. 

Utilize outros formatos

O mundo se transformou. As pessoas se transformaram As empresas necessitam se atualizar quanto às novas maneiras de se fazer conteúdo. 

O vídeo é um das tendências mais fortes. Ele consegue agregar dois fatores que o ser humano gosta na interação com o conteúdo: visual e auditivo.

Outra maneira prática de consumir conteúdos são os áudios. Quantas vezes desistimos de ler um texto chamativo por conta do seu tamanho? A flexibilidade do áudio permite que acompanhemos o conteúdo enquanto fazemos outras tarefas.